Atenção ao sapatinho

junho 9, 2008

Quem não se encanta com sapato de criança? Sandálias, mocassins, chinelos, tudo tão pequeno. Imagina então que coisa mais fofinha o bebê usando uma miniatura do lançamento da estação! Mas cuidado. Antes de levar o novo modelo para casa é preciso conferir algumas características do calçado. Acredite: por mais engraçadinho que possa parecer, o sapato infantil não deve ser uma réplica do adulto.
E não é só isso. Para cada fase da vida da criança existe um modelo que se adapta melhor às características do momento, sem prejudicar o desenvolvimento dos pezinhos.

Bebê descalço

A moda do calçado infantil não vê idade. Hoje, é possível encontrar opções até para bebês de colo. Mas a verdade é que bebês que ainda não caminham não precisam usar sapato, já que sua função é proteger o pé de elementos estranhos que estão no chão. Um par de meias, ou um sapato feito de tecido e com a palmilha plana, é o suficiente para manter o pequeno bem longe de qualquer impureza.

Assim que o bebê começar a ensaiar os primeiros passinhos, por volta de um ano de idade, é hora de começar a pensar em um calçado com características um pouco diferentes. O ideal é optar por aqueles que são revestidos com material que deixa os pés bem ventilados e que se fixam bem ao calcanhar, para evitar torções.

Atenção também ao solado. Ele deve ser flexível, deve dobrar sob a planta do pé, e não sob o calcanhar, e também não deve ser muito liso, diminuindo assim as chances de a criança escorregar.

Quando o bebê estiver em um ambiente que você considere protegido, como dentro de casa, deixe-o andar descalço. É um ótimo exercício para o desenvolvimento da musculatura do pé.

Por fim, procure um modelo que deixe os pés bem acomodados: os dedos não podem ficar curvados nem o peito do pé apertado. Por isso, nada de sapato certinho no tamanho.

Dicas para a hora da compra

– Peça para a criança calçar os dois pés e verifique se o calcanhar não desliza com facilidade;
– Se a criança tiver um pé maior que o outro, opte sempre pelo maior número;
– Esqueça aquela conversa de que os sapatos irão se “moldar ao pé” conforme o uso. Lembre-se que eles devem proporcionar bem-estar à criança;
– Certifique-se de que existe uma folga entre o dedo maior e a ponta do sapato. O ideal é ter um espaço de até 1cm.

Um bom sapato para a criança deve ser confortável, flexível e do tamanho certo. Boas compras!

 

 

Posts anteriores:

Cachorrinhos

Histórias & Aprendizado

Quanto custa criar um filho?

 

Conheça também:

Jogos Infantis

Histórias Infantis

Músicas

 

************

Verdades sobre a gestação

A gravidez é uma aventura e tanto na vida da mulher. São tantas alterações, físicas e emocionais, que nada é mais natural do que ter muitas dúvidas. Para ajudar a desvendar este momento tão especial, preparamos algumas “verdades” sobre as mudanças no corpo e os cuidados necessários na gestação. Afinal, por que a grávida sente mais sono? Em que período a gravidez é mais delicada? Descubra agora!

 

 

As gestantes podem sentir mais sono do que o normal?

 

Devido às alterações hormonais próprias da gravidez, é comum as mulheres ficarem mais sonolentas, principalmente nos primeiros meses. Por isso, para ter suas energias renovadas, respeite os seus momentos de preguiça sempre que possível.


Futura mamãe, fique bem longe do cigarro!

Como não é mais novidade para ninguém, o cigarro tem diversas substâncias prejudiciais à saúde, entre elas, a nicotina. No caso da gravidez, o fumo pode acarretar calcificação placentária, parto prematuro e retardo no crescimento fetal. Além de não fumar, as gestantes devem se manter afastadas da fumaça, que também faz mal.

Em que período a gravidez é mais delicada?

Considerando toda a gravidez, o primeiro trimestre é o mais perigoso em relação a perdas fetais. Após 12 semanas, o risco normalmente decai bastante. Embora o repouso seja recomendado apenas em casos específicos, a dica é não abusar nos primeiros meses de gravidez. Conte sempre com as recomendações do seu obstetra de confiança.

 

 

A gravidez propicia o aparecimento de candidíase vaginal.

As alterações hormonais do período também provocam mudanças no meio vaginal, facilitando a proliferação de fungos, em especial a Cândida sp., que causa coceira, vermelhidão e corrimento esbranquiçado. Para prevenir o problema, redobre os cuidados. Entre eles: use apenas calcinhas de algodão; evite roupas apertadas; durma sempre com roupas largas e confortáveis; use sabonete neutro para a higiene íntima; e, é claro, consulte sempre seu médico.

O ácido fólico é mais do que recomendado para quem pensa em engravidar.

Devendo ser usado pelo menos três meses antes da concepção até o primeiro trimestre da gravidez, o ácido fólico previne malformações fetais. Não deixe de conversar com seu médico sobre o uso deste importante suplemento vitamínico.

Ficar com mais vontade de fazer xixi é bastante comum na gestação.

Como o útero cresce próximo da bexiga, seu peso estimula a mulher a urinar mais vezes. Outra explicação para esse fenômeno é o fato de, na gestação, existir mais sangue circulando no organismo da mulher, que é filtrado pelos rins e transformado em urina. Assim, nada de ficar achando que essa vontade é frescura: grávida tem mais vontade de fazer xixi e ponto!

A vida sexual da grávida pode continuar ativa?

Desde que a gestação não apresente problemas ou exija cuidados especiais, a vida sexual da futura mamãe pode seguir normalmente. Mas não deixe de ter uma boa conversa com seu obstetra sobre esse tema: além de deixá-la mais segura, ele poderá alertá-la sobre as situações específicas em que o sexo deve ser evitado.

Posso ter ressecamento vaginal?

Esta é mais uma transformação provocada pela revolução hormonal que acontece dentro do seu corpo durante a gravidez, e, neste caso, o responsável é o aumento de progesterona. Nas relações sexuais, você pode usar lubrificantes vaginais. O médico deve ser avisado caso haja piora do quadro, o que pode indicar processos inflamatórios ou infecciosos.

Isso mamães. Agora no próximo post falaremos sobre os mitos que rondam o imaginário popular quando se trata de um espera tão especial.